Alabardas Alabardas Espingardas Espingardas

Ao falecer, em junho de 2010, José Saramago havia deixado um último projeto inconcluso em seu computador. Sob o título de Alabardas, alabardas, espingardas, espingardas - um trecho retirado da obra Exortação da guerra, de Gil Vicente -, o prêmio Nobel português criava a história de Artur Paz Semedo, um homem comum que trabalha na fábrica de armas Produções Belona S.A. Nesta breve narrativa já se pode sentir toda a força e beleza típicas da obra de Saramago, que sem dúvida gestava ali um romance notável sobre a condição humana e a banalidade da violência.

Tipo: Novo
Autor(a): José Saramago
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2014
Páginas: 112
Dimensões: 21x14x2
Idioma: Português

Alabardas Alabardas Espingardas Espingardas
R$28,80
Frete grátis
Alabardas Alabardas Espingardas Espingardas R$28,80

Ao falecer, em junho de 2010, José Saramago havia deixado um último projeto inconcluso em seu computador. Sob o título de Alabardas, alabardas, espingardas, espingardas - um trecho retirado da obra Exortação da guerra, de Gil Vicente -, o prêmio Nobel português criava a história de Artur Paz Semedo, um homem comum que trabalha na fábrica de armas Produções Belona S.A. Nesta breve narrativa já se pode sentir toda a força e beleza típicas da obra de Saramago, que sem dúvida gestava ali um romance notável sobre a condição humana e a banalidade da violência.

Tipo: Novo
Autor(a): José Saramago
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2014
Páginas: 112
Dimensões: 21x14x2
Idioma: Português